jueves, 4 de febrero de 2010

Heresias no culto cristão.


Quando eu cheguei no campo missionário, mais especificamente em 19 de Novembro de 2004, um dos maiores desafios que tivemos que enfrentar, além das seitas e heresías, foi os modismos, distorções teológicas e heresías dentro da propia igreja.

Os modismos, as novidades, os “enfeites” doutrinários e as heresias, seguramente farão parte do cenário evangélico dos últimos dias da igreja neste mundo. Quase ninguém pergunta se é bíblico, se tem base nas escrituras, se é teologicamente correto, o que importa é o que a gente, o povo, a turba gosta.

São movimentos guiados pela “igreja”, são pastores pastoreados pelas ovelhas, indispostos para falar o que convêm à sã doutrina, no objetivo de não ferir, de não magoar, de não perder um membro a mais.

Se queremos chegar ao céu, devemos amar a Palavra e rejeitar as igrejas que só pregam prosperidade, em detrimento da instrução. Devemos tapar nossos ouvidos para os pregadores que somente têm mensagens agradáveis e que não profetizam o que condiz com a verdade, apenas no desejo de vender mais um cd.

No nome do Senhor Jesus rejeitamos, eu e o Espírito Santo, e todos os que amamos a Palavra de Deus, o anátema: doutrinas extra-bíblicas, rejeitamos o fogo estranho no altar, coisas que não estão escritas, que passam dos limites das instruções do Mestre e dos apóstolos, rejeitamos as heresias no culto cristão.

No hay comentarios: