miércoles, 27 de abril de 2011

Última carta enviada a Abreu e Lima.


La paz del Señor.

Deus tem abençoado a sua obra em Lima e as vidas se estão rendendo aos pés do Salvador. Em Junho meu pai estará vindo visitar-nos aqui no Peru, por esse motivo posterguei o batismo nas águas para o dia 26 de Junho. Deus é bom e ouviu a minha oração, pois eu não queria fazer esse batismo só.

Entregou-se para Cristo no mês de fevereiro a Sra. Elvira Lozano, agora nossa irmã em Cristo. Pedi sua ajuda como secretaria da igreja, ela está muito feliz. Tal irmã era coordenadora da veneração da cruz de Montupe no bairro onde vive “El Milagro” e nutricionista do exército peruano já há 31 anos. A cruz foi comprada por sua mãe quando fez uma romaria a Montupe, lugar onde os mais católicos afirmam haver visto a Maria. A mãe da irmã Elvira, antes de morrer, a incumbiu de todos os anos organizar a festa da cruz de Montupe, que simplesmente reúne milhares de pessoas ao redor de uma torre de fogos de artifício de mais de sete andares todos os meses de agosto, as ruas do bairro são fechadas y a cruz fica exatamente em frente a sua casa. A irmã Elvira veio me perguntar que fazer com a cruz, dado que não lhe pertence somente a ela mais a toda a família e por não dizer já pertence também a todo o bairro. Eu lhe disse que não se preocupe com a cruz, apenas adore a Jesus, que faz muito tempo já não está na cruz, mas ao lado do Pai e com cada um dos que cremos. Da sua família já são oito na igreja, um MILAGRE de salvação. Durantes os cultos ela chora, sua família é tão fervorosa que nos anima a nós que lhes pregamos a palavra, ore por favor para que Jesus a batize com o Espírito Santo.

É parte da cultura do Peru o amancebar-se. Uma grande parte da população não casa, principalmente por fatores financeiros. Para o batismo já estão certos cinco casais que já estão fazendo o largo trâmite do matrimonio no município. Um missionário de Piúra (Norte do País), amigo nosso, pastor Marcus, enviado pela convenção de Minas Gerais, estava comentando comigo que isso é um grande milagre, pois geralmente se leva anos para mudar essa mentalidade local sobre o matrimonio. Verdadeiramente Deus está nesse negócio e vemos as portas abertas da obra do Senhor neste lugar.

No dia 24 de Abril, domingo, estaremos completando seis meses de inaugurada a obra do Senhor aqui no Peru e de fato o nosso Deus há derrubado portas do inferno, as quais não estão prevalecendo contra sua igreja. Contamos com as suas orações e agradecemos as orações de toda a igreja em beneficio da obra missionária aqui no Peru e também por nossa família.

Lima, 21 de Abril de 2011.

Assuero Chagas

miércoles, 13 de abril de 2011

As igrejas CASTELO DE AREIA vão cair...


Durante muito tempo, eu estive me perguntando o porquê de Deus permitir que igrejas tão distanciadas do seu propósito e santidade permaneçam, cresçam e prosperem, enquanto ao mesmo tempo as igrejas que optam por um modelo bíblico dificilmente vão parar debaixo dos holofotes e ficam na “mídia”, ou como queiram chamar, “nas paradas eclesiásticas de sucesso gospel”. Descobri, nas escrituras, muitas razões, e vi que as respostas são muito claras. Analisemos:
1. Essas igrejas, erradas, mal intencionadas, mal dirigidas, estão anunciando a Cristo, seja por verdade ou por pretexto (Fil. 1.15, 18).
2. A maioria dessas igrejas começou bem, e, como toda igreja que se desvia, Deus dá tempo para que se arrependa (Ap. 2.5).
3. Mesmo que essa igreja esteja visivelmente morta, manchada pelo mais vil pecado, isso não significa que todos estão maus; podem existir alguns que não se hajam contaminado (Ap. 3.4).
4. Por mais que haja nessa igreja tal pecado que ainda nem no mundo se possa observar, isso não significa que está irremediavelmente perdida (1 Co. 5.1).
O que fica claro é que não devemos julgar as coisas antes do tempo (1 Co. 4.5). Não obstante a essa verdade, não podemos deixar de lembrar que toda igreja, empreendimento, governo, nação, povo e crente, tudo que não se baseia na Palavra pra existir é como um castelo de areia que vai cair, é só uma questão de tempo. Tempo pra que se arrependam, tempo para que a medida se cumpra, tempo para a chegada do juízo.
O que também fica claro é que, desde os tempos da igreja primitiva já existiam muitas igrejas que tomavam rumos vergonhosos para o evangelho de Cristo, nem por isso, deixaram de ser chamadas de “igreja”. Tornando obvio que o fato de ter o nome de igreja e anunciar o evangelho, crer na bíblia e ter gente verdadeiramente consagrada, não significa que tal igreja esteja agradando a Deus. Para o assombro de alguns, naquela época já existiam igrejas como Corinto, com pecados sexuais absurdos (entre outros problemas horríveis) (1 Co. 5.1ss). Éfeso havia deixado o primeiro amor cristão (Ap. 2.4). Pérgamo, praticante da doutrina de Balaão, promovia idolatria e prostituição (Ap. 2.14). Tiatira, uma igreja que tolerava os pecados sexuais até as profundezas de satanás (Ap. 2.24). Sardes uma igreja espiritualmente morta (Ap. 3.1). Laodicéia, uma igreja de muitas condições, mas que se situava numa posição neutral em muitos temas controvertidos, talvez para dar-se bem com todo mundo (Ap. 3.15). A cada uma delas Deus fez promessa de castigo, correção e ajustes forçados.
A história não é nova, tudo o que é já foi. Extasiados vemos diariamente igrejas inteiras mergulhando em heresias, prostituição, escândalos e pecados tão absurdos que faz vergonha mencionar; oramos a Deus para que os que ainda estejam de pé, nessas igrejas, e fora delas, não caiam, mas permaneçamos olhando pra Jesus autor e consumador de nossa fé. Porque essas igrejas e todas que lhes seguirão são CASTELOS DE AREIA que mais cedo, ou não tão tarde, terão que cair.