viernes, 24 de febrero de 2012

A Intransigência da fé cristã e a perseguição dos fiéis.




         Em uma época onde termos como “tolerância” e “intransigência”estão em moda, é importante deixar claro o aspecto intolerante do verdadeiro evangelho de Cristo.

        Mais que nunca os mais variados movimentos sociais, ideológicos e religiosos estão trabalhando a serviço do deus deste século, contra a santidade da palavra e a verdade do evangelho.

Em nome da tolerância, o movimento gay nos quer obrigar a aceitar que nossos filhos sejam educados por homossexuais nas escolas, ou tenhamos que aceitar os tais como membros de igreja (como muitos já estão aceitando). Em nome da tolerância as instituições de educação nos estão empurrando a ideia do ecumenismo e nos querem fazer sentar todos juntos:adoradores de Baal, de Buda, de Maomé, adeptos do candomblé, feiticeiros, veneradores da “virgem” Maria e evangélicos; com o pretexto de que só há um Deus e que deve ser adorados por todos.

Nos dois casos mencionados, a intransigência do evangelho é mais clara que a luz do sol:

1. Nenhum homossexual tem lugar no reino de Deus, ficarão de fora juntos aos mentirosos, feiticeiros e aos cães (1.Tm. 1.1 0; Ap. 22.15). Não importa que seja uma boa pessoa ou má, se paga ou não os seus impostos se é ou não um bom cidadão. Não entrará no céu!

2. Já no que diz respeito ao ecumenismo, essa é a mais famosa tática ou estratégia de satanás para implantar seu reino liderado pelo anticristo. O lema será “Todos, uma só família”. Porém a intransigência da palavra de Deus fica mais uma vez comprovada, pois não há comunhão entre luz e trevas, nem harmonia entre Cristo e o maligno, nem união entre crente e o incrédulo. Os que participam em cultos ecumênicos estão tendo comunhão com os adoradores de deuses falsos e unidos aos pregadores da mentira. É necessário deixar claro que não há outro caminho senão Jesus, que nenhuma religião por bonita que seja salvará a ninguém, mas apenas uma vida de santidade e fé na pessoa e obra do filho de Deus permitirá que sejamos salvos.

     À intransigência da fé Cristã chamarão fanatismo religioso; aos que são intransigentes chamarão radicais e extremistas. Em pouco tempo os fiéis serão, tal como sucedeu nos primeiros anos do cristianismo: presos, torturados, perseguidos, tudo pelas suas convicções. Mas bem-aventurados seremos quando mentindo disserem todo mal contra nós, haverá um galardão nos céus para os que temem ao Senhor.

No hay comentarios: