sábado, 3 de septiembre de 2016

Loucos Profetas!!!!


Num panorama espiritual preocupante, no qual vivemos hoje em dia, se faz mais necessário que nunca, nos deixarmos guiar pela palavra profética, mais penetrante que espada alguma de dois gumes. 

O tema central desta vez é “Os profetas loucos” tomando como base Ezequiel 13.

Deus chamou os profetas de Israel de “loucos”, e assim começou sua forte denúncia contra estes astutos enganadores. Uma palavra do Deus santo contra os falsos oráculos do seu povo. Já no v. 2 o Senhor os chama mentirosos e de imaginação feraz; seguiam o seu próprio espírito e falavam “eu vi” quando não tinham visto absolutamente nada. 

(Hoje é tão comum ouvir: eu vi um anjo, um homem de branco, eu vi isso, eu vi aquilo; sem nenhum proveito, só para impressionar, charlatões da fé, imaginadores vãos. Quando *você escutar*alguém dizer: “Deus falou comigo” repetidas vezes, comece a duvidar).

No versículo seis a denúncia começa ampliar-se e o Senhor chama de “vaidade” a todo o supérfluo, efêmero e frívolo das revelações dos profetas de Israel. Vale lembrar o que disse o apóstolo dos gentios, certamente inspirado pelo Espírito Santo: “Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um para o que for útil.” (1 Co. 12.7), em outras palavras, o Espírito Santo não perde tempo com tolices.

(É tão comum ouvir “profecias” vazias, como se Deus estivesse preocupado com bobagens: “Deus me revelou a cor da minha roupa”, “Deus me está dizendo que quer flores azuis na sua casa”, a lista de zonzeiras é enorme...)

Após as promessas iniciais de derramar a ira divina nos versículos 8 e 9, mais um* traço dos loucos de Israel, se vê no versículo 10. Eles profetizam “paz” quando Deus falava de “guerra”. Esses embusteiros só anunciavam *“bênção” para “caçar as almas”. Quanta semelhança com os falsos profetas do Novo Testamento: “Porque deste número são os que se introduzem pelas casas e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências” 2 Ti 3.6.

(Simplesmente tenha muito cuidado quando um “profeta” só fala de bênção! Não caia nessa “furada”. Ame os que pregam e os que anunciam as “duras” verdades do evangelho de Cristo, os que contam a história completa! Rejeite esses pregadores enfadonhos que só pregam fábulas e histórias de vitória quando o que mais os ouvintes, nestes dias, precisam ouvir é: arrependam-se!)

O teor do versículo 19 não podia ser mais preocupante; os profetas de Israel se vendiam para profetizar e eram capazes de profetizar e prometer em nome do *Senhor,*até a vida para os que mereciam morrer, com o fim de alcançar algum benefício. Pedro advertiu a igreja sobre estes trapaceiros: “tendo os olhos cheios de adultério e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição” (2 Pe 2.14). *Certamente,*ai dos que profetizam por dinheiro...

(É comum observar em campanhas políticas uma verdadeira corrida de “profetadas”, gente usando o nome de “Deus” para fins políticos, quando de Deus eles tem bem pouco. Alguns contratam profetas para instigar os incautos a segui-los e apoiá-los. É comum, também, pastores terem os seus “profetas pessoais”, aqueles que só profetizam a favor, claro. Quando nas escrituras, um profeta era aquele que falava por Deus, *óbvio,*sempre a verdade, seja ela agradável ou não. E não podemos esquecer que denunciar o pecado, então, era (ainda é) “marca registrada” de todo profeta (Mq. 3.8)). 

Mas a promessa é fiel: “mas livrarei o meu povo das vossas mãos, e sabereis que eu sou o Senhor.” (13.23b). Deus livrará o seu povo dessa escória!

Porém, em todo as épocas Deus levantou no meio do seu povo verdadeiros profetas, homens e mulheres que foram usados pelo Senhor para denunciar o pecado e consolar o seu povo. Hoje não é diferente! Deus ainda tem os seus! Ele sempre mantém uma luz acesa, no meio da escuridão para que os fiéis não se confundam. Que o Senhor abençoe os seus profetas, que Deus faça multiplicar o dom de profecia dentro da sua igreja e haja um verdadeiro movimento do céu, enchendo a igreja do Espírito Santo para a glória de Jesus Cristo.

No hay comentarios: